A+ A-

Kit para dados abertos Implementando uma política de dados abertos

Vantagens da publicação de dados abertos

Tornar os dados abertos e acessáveis em formatos padronizados e processáveis por máquina pode gerar significativa produtividade e economia para sua organização. Ao conduzir análise de custo-benefício para determinar se vale a pena ou até que ponto devemos modificar nossos conjuntos de dados e sistemas para atender à política de dados abertos, considere os seguintes benefícios.

Economizar tempo e dinheiro respondendo a pedidos de acesso à informação

Quando os dados são abertos, os cidadãos podem acessar os dados e informações que procuram de uma maneira direta na web. Liberando sua organização do tempo e custo relacionado a responder os pedidos de acesso à informação.

Evitar ações duplicadas

A melhoria da gestão de dados e informações da organização ajuda a prevenir a possibilidade de gastar orçamento pela coleta ou tratamento de dados de maneira duplicada em iniciativas distintas, fato que costuma acontecer quando um departamento desconhece a existência dos dados dos demais. Além disso, é possível reduzir o escopo e o custo de novas coletas baseando-se na habilidade de reusar ou cruzar os dados disponíveis. Mantendo um catálogo de dados central para sua organização torna mais fácil entender quais dados e informações estã disponíveis, e revisar esse catálogo antes do início de qualquer sistema é uma prática recomendada.

Descobrir conjuntos de dados complementares possuídos por outros órgãos

Os benefícios da transparência nos conjuntos de dados da sua organização são potencializados quando cada órgão tiver seus dados catalogados de maneira padronizada. Gestores podem perceber que parte ou todos os dados que precisam para alguma iniciativa já estão nas mãos de uma ou mais organizações, ou que conclusões importantes podem ser desenhadas pela combinação dos seus dados com dados adicionais de outras organizações.

Atenção positiva dos cidadãos, mídia e outros órgãos

Nos últimos anos, vários eventos exclusivos sobre dados abertos foram realizados pelas diversas esferas e poderes do estado, com a cobertura da mídia e atenção nacional. Quanto mais dados sua organização tornar disponíveis em formatos fáceis de reusar, mais oportunidades para cobertura positiva das iniciativas de dados abertos e do impacto desses dados na sociedade.

Gerar receita e criar novos empregos

Neelie Kroes, então Vice-Presidente da Comissão Européia, ao apresentar em 2011 a Agenda Digital, citou estudo da Capgemini que revelou que a economia de dados abertos já gerava cerca de 32 bilhões de Euros por ano na Europa. Outro estudo, da McKinsey & Company, avaliou o valor anual gerado pelos dados abertos globalmente em 3 trilhões de dólares. Segundo a Deloitte, as empresas podem se beneficiar não somente dos dados abertos pelo governo, mas também com a criação de serviços relacionados à abertura dos próprios dados.

As Nações Unidas apresentaram o relatório “A Revolução dos Dados”, no qual avaliam como os dados abertos podem ajudar a alcançar as metas para o desenvolvimento sustentável. A Lateral Economics, em estudo encomendado pela Omidyar Network, pesquisou como os dados abertos podem contribuir para as metas de crescimento econômico do G20. Em 2015, um novo estudo feito pela Capgemini sob encomenda do Portal Europeu de Dados previu em 75,7 bilhões de Euros o valor de mercado promovido pelos dados abertos em toda a Europa para o ano de 2020. O mesmo estudo também estimou em 1,7 bilhões de Euros a redução de custos no setor público e previu a criação de 100.000 empregos diretos.

Portanto acredita-se que a publicação de dados abertos tende a estimular a economia, na medida em que agentes econômicos privados os utilizam na criação de novos processos de negócio e na otimização dos processos existentes. A primeira ocorre quando empresas utilizam os dados públicos para gerar novos serviços e aplicações úteis à sociedade. A última pode ocorrer, por exemplo, quando um comerciante decide onde instalar uma nova filial com base em informações demográficas ou na existência de determinados serviços públicos no local. Assim, visa-se também alcançar esse resultado indireto ao propor que os dados abertos sejam um instrumento de interoperabilidade.

Um resumo dos benefícios dos dados abertos pode ser encontrado no Portal Europeu de Dados (em inglês).

Traduzido e adaptado do Project Open Data